Simplificando a Generalização

Muitas pessoas parecem pensar que serão úteis se elas tentarem se identificar com você…

Então eles dizem coisas como “Eu também me sinto triste algumas vezes” ou “Eu também não ando legal”. Sendo assim, também posso chegar para uma pessoa esfaqueada que está sangrando até sua morte que está tudo bem pois eu já me corte com uma folha de papel e sei como é a sensação.

Pior ainda são aqueles que tentam te animar dizendo ” Você é muito mais normal do que imagina”. Pra mim, isso é a coisa mais cruel que pode ser dita, pois me rouba toda a esperança que eu podia estar nutrindo de que existe algo melhor que isso tudo, e isso é ignorância demais sobre como a coisa realmente é para você. É bem aquela maldita generalização, a simplificação de tudo que basicamente lhe apunha-la em tesu costas desnudas enquanto sussurram em teu ouvido “Se nós lidamos com isso, você também pode”…

Simplificando a Generalização

Apenas uma carcaça vazia movida a engrenagens desconexas, que busca alívio nas palavras vãs de um desabafo doloroso.

One thought on “Simplificando a Generalização”

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
%d blogueiros gostam disto: