Roda do Ano Wicca

Roda do Ano Wicca

A Roda do Ano é o calendário que simboliza a concepção de tempo dos pagãos e principalmente a dos Celtas e que era um tanto quanto diferente da atual, semelhantemente ao zodíaco. Eles não viam o tempo de forma linear, mas circular, cíclico. Seus calendários levavam em conta não só o ciclo solar, como é o nosso, mas também o ciclo lunar. Originários da tradição celta, os Sabbats ocorrem oito vezes ao ano, levando-se em conta a posição da Terra com relação ao Sol: Equinócios e Solstícios. Nessas ocasiões, na Wicca, são homenageadas duas divindades: a Deusa Mãe, ou simplesmente a “Deusa”, que simboliza a própria terra, e o Deus Cornífero, O Gamo Rei, protetor dos animais, dos rebanhos e da vida selvagem. Já em outros ramos do Paganismo, outros Deuses são adorados, pois que nem todos tem essas duas únicas figuras centrais.

 

Yule

Nascimento do deus cernunnos, também é na época do solstício de inverno, onde o o sol está mais longe da terra e é o dia mais longo também, é quando começa o inverno, exatamente na data de 21 de dezembro no hemisfério norte e no sul 21 de junho, nessa época é quando a Deusa da à luz ao deus sol, para trazer a luz de volta à terra, trazer a esperança e a renovação.

O Pinheiro é uma árvore que se destacava, pois além de conseguir sobreviver ao frio intenso da neve, ele é um dos elementos dessa festividade, onde o povo pagão pegava o Pinheiro e decorava com sinos e velas brancas, para trazer a paz e a harmonia para dentro do lar e para renovação de energias.

As guirlandas penduradas nas portas eram decoradas com galhos de árvores, enfeitadas com fitas vermelhas e brancas, essas são as cores desse festival.

Imbolc

A Palavra Imbolc significa “no leite” e marcava o período de lactação das ovelhas e gados na Europa.

Na antiguidade, a comemoração do Imbolc Wicca acontecia no momento mais frio do ano, quando não havia mais lenha disponível para as fogueiras, tão comuns nas celebrações dos Sabbats maiores. Elas então eram substituídas por procissões de velas, que percorriam o arado para purificar a terra para o plantio das novas sementes.

O inverno ainda não foi embora, mas por baixo da neve a vida floresce e ganha força. As coisas não acontecem diante de nossos olhos, mas já estão lá, lentamente, pulsando, esperando o momento certo para vir à tona.

O Imbolc Wicca é o festival que celebra . Esse é o também chamado Festival das Luzes, em que se acendem muitas velas por toda a casa, mais especialmente nas janelas, para anunciar a vinda do Sol e mostrar ao menino Deus seu caminho.

É o momento ideal de banirmos nossos remorsos, culpas e planejarmos o futuro. A Deusa está cuidando de seu bebê, a Criança do Sol (o Deus). Ela e seu filho afastam o inverno e o Deus cresce forte e poderoso.

Um costume tradicional deste Sabbat é colher um ramo verde e deixá-lo pendurado em algum lugar dentro de casa para abençoá-la com novas energias.

 

Ostara

É a volta da primavera, onde o sol se mostra novamente, lindo e belo, onde ele está caminhando com força e crescendo forte e saudável, esse festival é o festival da fertilidade, onde os pagãos tem costume de pintar ovos e pedir bênção aos deuses para que possa presentear seus entes queridos e amigos, um costume bem popular é, esconder os ovos para que eles possam ser encontrados para que possamos encontrar nossas bênçãos.
O deus nessa época está jovem e a Deusa também, estão crescendo e amadurecendo
Essa época é marcada pelo equinócio da primavera, quando o sol se mostra mais presente e futuro dia e a noite tem a mesma duração de tempo.

 

Beltane

Época onde que o deus e a Deusa provem do prazer sexual, é o grande casamento dos deuses, é a época do acasalamento das divindades, onde colhermos para plantar.

Esse festival é marcado pelo casamento das divindades, sim, casamento, onde a Deusa jovem, donzela, e o o deus, finalmente cresce e mostra seu lado jovem e viril, onde os desejos estão a flor da pele

Nessa época os casais tinham costume de celebrar essa festa, fazendo relações sexuais, muitas mulheres ficavam grávidas nessa época como a Deusa, também tinham costumes de ascender duas fogueiras e passar entre elas para poder tirar todas as negatividades e transformar as más energias em boas

Essa festividade é marcada pela alegria o alge da juventude, do prazer, do amor, tudo que há de bom!!!!

 

Litha

Solstício de verão, onde o sol fica mais próximo da terra, onde o deus e a Deusa estão adultos e cheios de vigor, nessa época onde as fadas e duendes vem para terra, para jogar suas energias,onde as plantações estão carregadas e os campos floridos, o costume desse festival é colher ervas medicinais pois acreditasse que contém as energias do deus sol, o sol é o ápice dessa celebração.

 

Lammas

Um dos festivais das colheitas, onde devemos agradecer aos deuses por ter conquistado as coisas durante o ano, um costume desse festival é fazer bonecos de espiga de milho representando os deuses, e agradecer pela plantação.

 

Mabon

Depois da colheita, guardamos nossos ganhos para que possamos sobreviver umas das épocas mais frias do ano, essa é a época de encher nossa casa de alimentos e energia, nessa época o deus sol começa a ficar fraco.
Um costume dessa época é festejar com um belo jantar com familiares e amigos e agradecer pelas conquistas no ano.

 

Samhain

O fim está próximo o inverno se aproximando, o deus está cansado e fraco a beira da morte, Samhain é um dos 4 maiores Sabbaths, quando o deus morre e a Deusa chora por sua morte, onde tudo começa a ficar triste, é um período de reflexão, com a morte do deus. Nessa época também é conhecida com o ano novo pagão, onde se acaba um período, para aguardar o próximo, é o fim da Roda do ano, esse dia também é conhecido como o dia das bruxas, também é conhecida como noite dos espíritos, onde o véu fica mais fino e os espíritos vem para terra ficar com seus parentes vivos, nessa época também é feita para homenagear os entes queridos mortos, convidar eles para perto de nós, para eles saberem que eles estão sempre conosco.
O deus morre para renascer novamente da Deusa.

DATAS DOS SABBATS

As datas dos festivais são diferentes nos hemisfério por conta das estações do ano.
Mas na wicca você é livre pra comemorar as datas da forma que quiser, exemplo, mesmo você morando no sul, você pode comemorar as datas de acordo com o hemisfério norte e assim vise versa.

Yule – hemisfério norte – 21 de dezembro
Hemisfério Sul – 21 de junho

Imbolc – hemisfério norte – 02 de Fevereiro
Hemisfério Sul – 01 de agosto

Ostara – hemisfério norte – 23 de março
Hemisfério Sul – 22 de setembro

Beltane – hemisfério norte – 30 de abril
Hemisfério Sul 30 de outubro

Litha – hemisfério norte – 21 de junho
Hemisfério Sul – 21 de dezembro

Lammas – hemisfério norte – 01 de agosto
Hemisfério Sul – 02 de Fevereiro

Mabon – hemisfério norte – 21 de setembro
Hemisfério Sul – 21 março

Samhain hemisfério norte – 31 de outubro
Hemisfério Sul – 30 de abril

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.