Overdose de Realidade

É devastador quando a realidade insiste em esmurrar a tua porta e te lembrar repetidamente que, na prática, são realmente poucos os que ainda merecem consideração, são dignos de respeito, profissionalismo e fidelidade.

Meu mundo dói ao ver criatividade usada apenas para postergar deveres.

A respiração falha ao relembrar a irresponsabilidade insana dos contratos não cumpridos, dos e-mails não respondidos, da violação das palavras.

Dói ver um mundo sem poesia, um mundo que sangra cinismo e que padece em hipocrisia.

Mas o que mais dói é ter esperança ferida, sentir asa cortada, ver sonho emudecido.

Que venha então o sofrimento, a decepção publicamente exposta, o berro contido de um corpo ferido em sua região mais vital.

Espero que amanheça logo, pois essa noite é noite de morte.

Morte por overdose de realidade.

Overdose de Realidade

Apenas uma carcaça vazia movida a engrenagens desconexas, que busca alívio nas palavras vãs de um desabafo doloroso.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
%d blogueiros gostam disto: