Lápis Vermelho para uma Mão

Ela tinha um lápis vermelho
Mas sua criatividade estava afogada
Em uma poça amarga.

Ele tinha um dedo gelado
Em uma mão invisível
E ainda assim sentia a dor.

Ela desenhou o que lhe faltava
Ele a usou para salvá-la
E ambos puderam dar as mãos.

O sol se ocultou
Atrás do véu da noite
E o céu chorou.

Lágrimas escorreram no papel
Enrugaram os traços delicados
De uma mão que aprendeu amar.

E aquilo que os uniu,
Agora separa os mundos
Dos sonhadores ingênuos.

Sonhar… Ato infantil
De quem nunca poderá despertar
De uma vida cinza sem pulsar.

Bom, aproveitei o momento insano para escrever algo tbm. Acho que ninguem vai conseguir entender, mas opiniões serão bem vindas^^

Lápis Vermelho para uma Mão

Apenas uma carcaça vazia movida a engrenagens desconexas, que busca alívio nas palavras vãs de um desabafo doloroso.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
%d blogueiros gostam disto: